Criança Espelho

Tempo de leitura: 2 minutos

Criança Espelho

Sensível e espontânea, na maioria das vezes, a criança pode nos servir de espelho. Quando percebemos o olhar da criança em nossa direção, geralmente, se observarmos bem, ela nos dirá algo sobre nosso comportamento. Ela percebe nossa emoção, por ser movida pela emoção, não conhece ainda os subterfúgios do mundo adulto, das máscaras sociais e conveniências.

Sendo então verdadeira em suas falas, solta pérolas espontâneas que nos fazem dar risadas e/ou nos deixam sem graça, pois neste momento, faz com que analisemos nossa real disposição para nos expor a observações que podem ser sutilmente desafiadoras sobre o imo de nossa alma. Quer um exemplo? Numa festa de família, a criança solta a seguinte frase no dia do aniversário da avó: – Parabéns Vovó, mas eu não gosto de você, porque a mamãe também não gosta. Xi! Está lançado o reboliço. Muitos em volta vão rir da situação, se desculpar pela criança ao que ela pode certamente reafirmar a fala sem problemas. Esta ação da criança será na maioria das vezes, uma reação a algo que já ouviu e a levou a filtrar com o seu entendimento peculiar de criança.

O que podemos observar, é que se nos empenhássemos mais para tirar nossas já máscaras, contribuiríamos para que a sinceridade das crianças fossem preservadas ao longo de seu crescimento, e não trocar as suas verdades , afirmações sinceras de seu ser integral, composto por emoção, afeto e sentimento por comportamentos premeditados de falas engessadas pelas convenções sociais, muitas vezes, confundidas com a educação formal que suprimiu a liberdade de expressão , criatividade espontânea e leveza do ser.

Leveza essa que nas crianças, é característica invejada por nós. Não estamos sempre saudosos de nossos encontros de família, entre primos, tios e avós, onde sempre podíamos brincar com o outro sem denotar ofensa, rir e nos lembrar dos tempos idos onde a condição social nos permitia gozar de simples prazeres como ficar nas calçadas jogando conversa fora, tendo nossa criança interior inteira, junto com o corpo que a envolvia adequadamente para as brincadeiras de pular, correr, ou simplesmente rodar em volta de nós mesmos com os braços abertos, sentindo o vento nos lembrando a leveza simplesmente sermos nós mesmos? Por um instante, nos misturar através de tais lembranças, faz com que possamos tomar posse da realidade de sermos exemplos para as crianças que nos rodeiam. E se elas vão ser nossos espelhos de comportamento, que possamos ter nossa imagem refletida em espelhos bem limpos.

Sobre Rodolfo

Esta área é reservada para a biografia do autor e deve ser inserida para cada autor a partir da seção Informações biográficas, no painel administrativo. Caso deseje incluir links para as redes sociais de cada autor do site, recomendamos que instale o plugin WordPress SEO. Após instalado, o plugin criará os respectivos campos para links das principais redes sociais (Facebook, Google Plus e Twitter). Após preenchidos os campos, os links de cada rede aparecerão automaticamente aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *